Brasil deve vender 11 milhões de tablets em 2014

Os brasileiros devem comprar cerca de 11 milhões de tablets em 2014, número bem maior do que os 8,4 milhões comercializados no ano passado. As informações são da IDC, que informou nesta semana que os tablets superaram as vendas dos notebooks no país pela primeira vez no fim de 2013.

Enquanto os tablets terão vendas significativamente maiores nesta temporada, os notebooks devem ficar estáveis, já que a consultoria prevê um crescimento de apenas 2% no ano para esses aparelhos. No entanto, essa previsão pode ficar ainda mais modesta, já que os números dos dois primeiros meses de 2014 estão abaixo do esperado.

Em entrevista exclusiva ao IDG Now, o analiste de mercado da IDC, Pedro Hagge, aponta os principais motivos para esse crescimento dos tablets no país. “O preço ainda é o principal driver desses aparelhos. Isso porque cerca de 60% dos tablets vendidos por aqui custam até 500 reais. Ou seja, são usuários que dificilmente comprariam um notebook. Assim, o tablet acaba sendo mais um aparelho de entrada.”

Além disso, o tablet é um produto de nicho ainda no Brasil, com uma base instalada que fica entre 11 e 12 milhões, número muito pequeno em relação a população local e ao número de celulares no país, por exepmplo.

Os tablets que custam mais de 1 mil reais, como o iPad e os aparelhos da Samsung, respondem por apenas 13% dos produtos vendidos em 2013 por aqui. “Ainda existe um espaço muito grande para crescimento desse segmento no país”, aponta Hagge.

Fonte: Computerworld