Android e iOS no Hospital Albert Einstein

O Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, oferece há cerca de quase três meses um aplicativo que permite aos médicos acessar a informações do sistema de gerenciamento dos pacientes do hospital através de dispositivos móveis com smartphones e tablets com iOS ou Android. 

Com esta app, médicos do hospital podem acessar todo o prontuário médico dos pacientes internados de qualquer lugar em que estejam, desde prescrições, exames, imagens e histórico clínico. “É o sonho de qualquer médico. Se eu estou em um congresso, ou no centro cirúrgico, por exemplo, posso acessar e ver os exames com perfeição, bastando o meu iPad e uma rede de conexão”, opina o Dr. Reynaldo Garcia Filho, médico ortopedista do Einstein.

Mas não são só os médicos os beneficiados pela ferramenta. Dr. Garcia Filho esclarece que, com o app, os pacientes podem acompanhar mais rapidamente, através do dispositivo de seus médicos, resultados de exames. “Um raio-x, que leva até dois dias para chegar ao paciente, pode ser visto na hora, pelo meu tablet”, diz. O aplicativo também permite o envio dessas informações por email, para os pacientes, seus familiares ou para outros médicos. Com ele, também é possível exportar a ficha clínica com o histórico completo de todos os pacientes.

Para garantir a segurança das informações, o aplicativo só pode ser acessado por profissionais cadastrados no Einstein. Estes ganham suas respectivas senhas exclusivas. Os tablets são de uso pessoal dos médicos, pois o hospital só fornece equipamentos em alguns poucos setores, como a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), por exemplo. Para garantir um app cada vez mais adaptado ao uso dos profissionais, a informática do hospital tem ouvido a opinião dos médicos. “Minhas sugestões foram prontamente atendidas”, diz o Dr. Garcia Filho.