Profissão: Blogueira

Ontem o assunto viral foi sobre o post bastante comentado da Giovanna Ferrarezi, cuja profissão declarada é blogueira da Capricho, e não perdendo a chance do trocadilho, ela caprichou no desabafo. Tudo isto porque a tal blogueira, aproveitando sua profissão, quis “conhecer” a balada, entrando sem pagar. Óbvio que o pessoal da casa desconsiderou e ignorou o fato da mesma ser “blogueira” da Revista Capricho, que até agora não sei se acabou ou se a carne é Friboi.

Enfim, o desabafo foi sobre o “abuso de poderzinho” por não deixarem ela entrar e ainda por cima esnobarem a profissão da menina que no fim se dirigiu para outra balada onde, graças a Deus, foi super bem atendida e teve o merecido tratamento VIP que a ela era devido por ser blogueira.

Depois desta, já estou me vendo cercado de pessoas pedindo autógrafos e querendo tirar fotos, afinal, também sou blogueiro aqui no InfoNaVeia. Quem sabe um dia serei famoso como ela…

A verdade é que o tiro saiu pela culatra e o caso todo mostra que escrever, desabafar e mandar indireta pelas redes sociais, além de já ser um fato cotidiano, está sendo feito sem bom senso e sem medir as consequências do que isto pode ter. Vale a pena para refletir o que estamos publicando e o quanto estamos nos expondo em redes sociais.

Para conferir a história toda, vejam o print do desabafo porque a postagem original, nossa querida blogueira apagou:

E a galera não perde tempo, porque até Tumblr já foi criado: Blogueira Humildona.