Kit Willer, filho de Tex Willer, seguindo os passos do pai

Em 1948, o romancista italiano Gianluigi Bonelli criou um personagem que vivia no Velho Oeste americano e era uma espécie de fora da lei contra a vontade, que só matava para se defender e até entrou para o Corpo dos Rangers do Texas. Depois esse personagem virou um grande herói, ganhou esposa, filho, uma nação indígena inteira, amigos e muitos e muitos inimigos.

Nesta edição número 4 de “Os Grandes Clássicos de Tex”, você verá Kit Willer – o filho de Tex – já adolescente, tenho estudado na escola de padres missionários e sido criado entre os navajos. O jovem Kit consegue absorver o melhor das duas culturas e é um rapaz inteligente, ágil e cheio de vontade para seguir os passos do pai, como justiceiro e como protetor dos índios. Você verá o treinamento que Tex dá ao filho no manejo de armas e no confronto com bandidos. Vai testemunhar também o batismo de fogo de Kit, que ajuda seu pai a desbaratar um complô para destruir a ferrovia que vai ligar o Arizona à Califórnia. Em dezenas de confrontos com bandidos e índios sanguinários, o rapaz várias vezes salva a vida de seu pai e de seu padrinho Kit Carson.

Os Grandes Clássicos de Tex nº 4, a primeira aventura de Kit Willer
Os Grandes Clássicos de Tex nº 4, a primeira aventura de Kit Willer

Kit Willer: Seguindo os passos do pai

O adolescente não nega e faz jus ao pai que tem. Explodiu uma caixa de balas que  Tex havia dito para ele esvaziar (treinando tiro) antes de acompanha-lo numa aventura, em seguida mostrou dotes de acrobata ao cavalgar no flanco do cavalo e se lançar ao chão com o rifle em posição de tiro para poucas páginas depois, se ver em meio ao seu primeiro tiroteio. Sem falar que ainda fugiu do quarto de hotel em que o pai o havia trancado e foi se meter em outro tiroteio de grandes proporções. De quebra, ainda salvou o couro do pai.

As melhores histórias de Tex são aquelas onde o grupo está completo, com Carson, Kit e Tigre ao seu lado. Se você gosta das aventuras de Tex, esta aqui é leitura obrigatória.

Não deixe de visitar o Portal TexBr
http://www.texbr.com/