Princípios de design para Windows Store Apps

Olá amigos, no artigo de hoje falarei dos princípios de design para Windows Store Apps, mas o que isso significa? Quando você escutar o termo “Windows Store Apps”, significa que são aplicativos que serão disponibilizados na Windows Store, ou seja, apps para o Windows 8 que foi lançado no dia 26 de outubro e que rodará tanto em ambientes desktop ou tablets como o Microsoft Surface.
Lembrando que o termo Windows Store Apps era chamado anteriormente de Metro Style Apps (entenda o caso).

Com esse novo conceito de design, somos praticamente obrigados a abandonar o conceito antigo de janelas Windows Forms, os tradicionais aplicativos que rodam em ambiente desktop com várias janelas, diversos botões, caixas de seleção e outros controles. O novo conceito diz que você deve se preocupar mais com o conteúdo, layout e até mesmo a tipografia, que juntos trazem uma boa experiência para o usuário.

Mas como fazer um design rico e que traga boa experiência para o usuário? Existem 5 princípios que, se seguidos, ajudarão você a fazer as melhores escolhas para o design da aplicação, fazendo dela uma ótima aplicação, hoje chamadas de great apps, os princípios são esses:

1. Show pride in craftsmanship

Se orgulhe de seu talento artístico! Você terá muitos usuários detalhistas, então dê atenção aos pequenos detalhes trazendo uma melhor experiência para eles, seguem as dicas:

  • Preocupe-se com detalhes.
  • O usuário deve se sentir seguro e confiável ao usar sua aplicação.
  • Mantenha um layout padrão, equilibrado e simétrico para trazer sensação de confiança por parte do usuário, mudanças drásticas podem afetar a confiabilidade de sua aplicação.
  • Prefira o layout em grid, é o layout clássico das Windows Store apps.
  • Faça a sua aplicação ser acessível ao maior público possível, incluindo pessoas com deficiências.

2. Be fast and fluid

Seja rápido! Deixe os usuários interagirem diretamente com o conteúdo ao invés de uma infinidade de controles, o entendimento do conteúdo deve ser fácil, fazendo com que os usuários respondam com suas ações rapidamente. O fluxo da aplicação deve trazer uma experiência de continuidade como se fosse uma história em quadrinhos. Seguem as dicas:

  • Seja receptivo à interação do usuário e pronto para a próxima interação.
  • Faça design para interações touch.
  • Alegre seus usuários com animações.
  • Crie uma interface imersiva, faça o usuário prender a imaginação na sua App.

3. Be authentically digital

Seja um digital autêntico! Remova os limites físicos, ultrapasse as barreiras, crie uma experiência mais simples do que a própria realidade, faça os usuários utilizarem o touch para virar uma página como se estivessem virando de verdade ou para rotacionar uma tampinha como se tivessem abrindo uma garrafa, aqui é o mundo real transposto para o mundo digital, seja criativo e ultrapasse os limites da sua imaginação, seguem as dicas:

  • Conecte na nuvem para que seus usuários possam estar conectados à outros.
  • Sua aplicação deve ser dinâmica e comunicativa.
  • Use uma tipografia bonita e de fácil compreensão e entendimento.
  • Use cores vibrantes, de destaque.
  • Use animações de forma significativa.

4. Do more with less

Faça muito com pouco! Não deixe o usuário se distrair com elementos que não são o foco da sua aplicação, sua interface deve conter apenas o necessário para que o usuário fique preso ao conteúdo, não permita distrações, seguem as dicas:

  • Defina o foco da sua aplicação, escolha um tópico e seja bom nele ao invés de englobar vários tópicos e ser medíocre em todos, cuidado com os “aplicativos fazem tudo”. Ex: Meu aplicativo é ótimo para tirar fotos, o foco é tirar fotos.
  • Mostre mais conteúdo do que controles.
  • Seja focado e direto, deixando os usuários imersos no que eles amam (foco da aplicação), e com certeza eles irão explorar o resto da App.
  • Inspire confiança nos usuários.

5. Win as one

Seja interoperável e integrador! Trabalhe com outras aplicações, dispositivos, crie cenários para que todos os usuários da sua aplicação sejam atendidos, compartilhe conteúdo entre aplicações, obtenha vantagem utilizando algo que o usuário já conhece, como interações touch trazendo mais familiaridade e confiança, seguem as dicas:

  • Adeque a interface ao modelo de exibição, existem dispositivos de tela grande, outros de telas menores, além disso, teste sua aplicação em portrait (retrato), landscape (paisagem) e em snapstate (aplicação fechada ocupando 1/3 ou 1/4 da tela).
  • Reduza a redundância na sua interface.
  • Trabalhe integrado à outras aplicações utilizando os App Contracts.
  • Use as ferramentas e templates para promover consistência.

A princípio, esses são os 5 pilares principais que deve-se ter em mente quando você for criar o design de uma Windows Store App, espero que tenha ajudado, o guia geral de design paraWindows Store Apps pode ser visto em design.windows.com.

Abraços, e até a próxima!